Mês: janeiro 2019

Hanseníase é tema de curso do Ministério da Saúde

No mês em que é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra à Hanseníase, com Mobilização Nacional a ser iniciada em 31 de janeiro, o Ministério da Saúde oferece o curso Hanseníase na Atenção Básica.

18 de janeiro de 2018 às 11:40 – Ascom SE/UNA-SUS

No mês em que é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra à Hanseníase, com Mobilização Nacional a ser iniciada em 31 de janeiro, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Executiva da UNA-SUS e Secretaria de Vigilância à Saúde (SVS), oferece o curso online EAD – Hanseníase na Atenção Básica. Com novo ciclo de matrículas iniciado em 08/01 e disponível até 29/06/2018, alunos desta turma podem finalizar o curso até 29/07/18. O curso tem como objetivo capacitar os profissionais para atendimento as pessoas acometidas pela hanseníase, especialmente os que atuam na Atenção Primária. O público-alvo são os profissionais da saúde de todo país, contudo, o curso é livre para demais interessados.

Para saber mais e se matricular, acesse o link. O início é imediato.

A formação possui carga horária de 45 horas, certificação emitida pela Secretaria de Vigilância à Saúde e é dividida em três unidades: Vigilância, Diagnóstico e Acompanhamento da Hanseníase na Atenção Básica. Os casos clínicos são transversais, abrangendo e integrando os aspectos de controle da doença.

Leia também: comprar Fórmula negócio online

Lançado em outubro de 2014, com sete turmas já ofertadas, o curso teve mais de 67 mil inscritos. Entre os perfis profissionais que mais buscam a capacitação 36% são enfermeiros; 29% são técnicos de enfermagem e 9%, médicos. A maioria dos inscritos atua em Centros e Unidades Básicas de Saúde (50%); Hospitais Gerais (20%) e Secretarias de Saúde (5%). Os estados com maior número de matrículas são: São Paulo (5.922); Minas Gerais (4.884); Ceará (4.759) e Bahia (4.087).

O curso é dinâmico e utiliza metodologia diversificada. Além dos casos clínicos, que simulam situações comuns no cotidiano das unidades de saúde, são oferecidas vídeo-aulas com explicações de especialistas, além de vídeos de apoio com dramatizações que tratam do tema da vídeo-aula. São também utilizados hipertextos, caixas de ajuda e glossário para que se possa aprofundar os conhecimentos de termos técnicos.

“O curso é de extrema importância, pois o enfrentamento da hanseníase é de grande relevância para a saúde pública do Brasil. A oferta de uma capacitação gratuita e de acesso aberto irá contribuir para um atendimento qualificado as pessoas acometidas pela doença”, ressalta o Secretário Executivo da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), Manoel Barral Netto.

LUTA CONTRA HANSENÍASE – O Ministério da Saúde promove anualmente a Campanha do Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase junto aos estados, municípios, instituições parceiras, movimentos sociais e sociedade civil. Esta ação tem como objetivo alertar sobre os sinais e sintomas da doença, estimular a procura pelos serviços de saúde em caso de suspeita, mobilizar a busca ativa de casos novos e o exame dos contatos pelos profissionais de saúde, favorecendo assim o diagnóstico precoce, tratamento oportuno, bem como o enfrentamento do estigma e discriminação.

Para o ano de 2018, com o slogan: Hanseníase. Identificou.Tratou. Curou, a Campanha objetiva alcançar toda a população, bem como, profissionais de saúde. Entretanto, terá como público prioritário homens na faixa etária de 20 a 49 anos, considerando esta uma importante parcela da população com alto risco de adoecimento. Também deve ser dada atenção especial aos homens com 60 ou mais anos de idade, por se tratar de um grupo com alto risco de detecção e de acometimento pelas incapacidades físicas devido a hanseníase.

Para alcançar essa população masculina, os profissionais de saúde serão fundamentais, bem como a busca ativa de casos novos aos espaços de convivência do homem (ambiente domiciliar e social).

Nesse contexto, as áreas da Secretaria de Vigilância em Saúde (Coordenação-Geral de Hanseníase e Doenças em Eliminação e Coordenador-Geral da Regulação e Gestão da Provisão de Profissionais da Saúde), da Secretaria de Atenção à Saúde (Coordenação-Geral de Gestão da Atenção Básica, Coordenação Nacional de Saúde do Homem e Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa) e a Secretaria Executiva da UNA-SUS unem esforços voltados à mobilização dos profissionais de saúde para a realização da capacitação à distância por meio do curso EAD, bem como para a adesão às ações propostas pela Campanha, contribuindo assim para o avanço na redução da carga da doença no país.

A HANSENÍASE – A Hanseníase é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória, que possui como agente etiológico o Mycobacterium leprae. Atinge principalmente a pele e nervos periféricos, podendo apresentar surtos reacionais intercorrentes, o que lhe confere alto poder de causar incapacidades e deformidades físicas, principais responsáveis pelo estigma e preconceito que permeiam a doença.

A transmissão se dá pelas vias áreas superiores (tosse ou espirro), de uma pessoa doente sem tratamento, para outra, após um período de contato prolongado e contínuo. Portanto, é prioridade o exame de todas as pessoas que convivem ou conviveram com o caso de hanseníase nos últimos anos, como forma de diagnosticar precocemente, prevenir as incapacidades físicas e interromper a cadeia de transmissão da doença.

A hanseníase tem cura e seu tratamento é gratuitamente ofertado pelo SUS, disponível nas unidades públicas de saúde de todo o país. É feito por via oral, com a Poliquimioterapia (PQT), uma associação de três antibióticos. Os medicamentos são seguros e eficazes. O paciente deve tomar a primeira dose mensal supervisionada pelo profissional de saúde e as demais, auto-administradas. Ainda no início do tratamento, a doença deixa de ser transmitida.

Além da realização do exame dermatoneurológico e avaliação neurológica simplificada, o paciente deve ser também orientado quanto às práticas simples do autocuidado com olhos, mãos e pés, que podem ser realizadas regularmente no seu domicílio e/ou em outros ambientes. O autocuidado melhora a qualidade de vida e autoestima da pessoa com hanseníase.

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DA DOENÇA – A doença exibe distribuição heterogênea no país, com registro de casos novos em todas as Unidades Federadas, com maior concentração de casos nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O Boletim Epidemiológico Mundial, publicado em setembro de 2017 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), informa que 143 países e territórios reportaram casos da hanseníase em 2016. Do total de 214.783 casos novos informados, o Brasil ocupou a segunda posição com 25.218 (11,7%) e a Índia a primeira, com 135.485 (63%) casos novos da doença.

Em 2016, 2.885 municípios diagnosticaram casos novos de hanseníase no Brasil. Desses, 591 municípios diagnosticaram casos em menores de 15 anos, sinalizando focos de infecção ativos e transmissão recente. O país registrou 25.218 casos novos da doença, com taxa de detecção de 12,23 por 100.00 habitantes (alta edemicidade). Do total de casos novos registrados, 1.696 (6,72%) foram diagnosticados em menores de 15 anos e 7.257 (28,8%) iniciaram tratamento com alguma incapacidade física.

Apesar disso, como resultado das ações voltadas para o controle da transmissão da doença, entre 2007 e 2016, a taxa de detecção reduziu 42,28%, o que corresponde a redução de 40.126 para 25.218 casos novos nesse período.

Quanto à distribuição por sexo e faixa etária, do total de casos novos registrados no Brasil em 2016, 13.686 (54,2%) foram na população masculina. Desses, 6.233 (45,5%) casos foram registrados na faixa etária de 20 a 49 anos de idade e, 3.422 (25%), na faixa etária de 60 anos ou mais.

Em abril de 2016 a Organização Mundial da Saúde (OMS), lançou a Estratégia Global para Enfrentamento da Hanseníase 2016-2020, com o objetivo de reduzir ainda mais a carga da doença no âmbito global e local, além de aperfeiçoar ações conjuntas e aprimorar esforços para abordar os desafios enfrentados tanto na área da assistência quanto nos aspectos humanos e sociais que acometem o controle da hanseníase.

Colágeno: emagrece, deixa a pele firme e protege os ossos

O sucesso do colágeno hidrolisado não é de hoje. Há pelo menos três anos ele conquistou o público feminino com a promessa de firmar a pele e amenizar a fome. De lá para cá, a procura por essa substância – até então encontrada apenas em cápsula, sachê e bala manipulada -, triplicou. E, para acompanhar a demanda, as opções de produtos prontos com colágeno hidrolisado também aumentaram bastante. É só dar uma olhada na prateleira das farmácias e supermercados: além de balas e bombons de diferentes formatos, ele pode ser encontrado em águas aromatizadas, barrinha de cereais e até granola.

E as mulheres, claro, são as maiores consumidoras. Mas será que funciona mesmo? Ainda há poucas pesquisas científicas sobre o assunto, mas a maioria delas afirma que, sim, o colágeno ajuda a combater os quilinhos extras e a adiar o envelhecimento precoce.

O segredo dessa substância está no fato de ser uma proteína que o próprio organismo é capaz de produzir. Uma de suas principais funções é formar as fibras que dão sustentação à pele. Cabelo, unhas, ossos e cartilagens (tecidos que amortecem as articulações) também são beneficiados. Ou seja, ela garante que o corpo funcione bem por dentro e fique bonito por fora.

Confira também: Quer reforçar seu colágeno? Vá de chá de hibisco e vitamina C

Porém, pesquisas mostram que, a partir dos 30 anos, mesmo com uma alimentação balanceada, há uma perda anual em torno de 1%. Dos 50 anos em diante, a queda é bem mais drástica. A produção de colágeno cai para apenas 35%, em média. “O que as mulheres mais sentem é a redução da elasticidade e a hidratação da pele”, alerta a nutricionista Tatiana Pimentel, de Santos (SP). Daí para aparecer rugas, celulite e flacidez é um pulo. É por isso que muitos nutricionistas, nutrólogos e dermatologistas consideram a suplementação com o colágeno hidrolisado importante a partir dos 30 anos e essencial depois dos 50.

Colágeno na dose certa
Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno presente nos suplementos deve ser hidrolisado – ou seja, passar pelo processo de hidrólise (quebra pela água das moléculas de proteína) para que possa ser absorvido facilmente pelo organismo. Nesse formato, ele é considerado alimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, você pode comprá-lo sem prescrição médica.

Mas, para obter os efeitos esperados, precisa acertar na dose. Em uma avaliação da Clínica Medcin Instituto da Pele, em São Paulo, os pesquisadores observaram que o consumo de 5 gramas de colágeno por dia, durante seis meses, foi capaz de melhorar a pele das pacientes entre 35 e 60 anos. Houve um aumento de 5,5% na firmeza e 10% na elasticidade. Mas a maioria dos especialistas recomenda uma dose um pouco maior: de 8 a 10 gramas de colágeno por dia.

Amigo da perda de peso
Quem está na faixa dos 20 pode ficar tranquila: ainda não é hora de aderir a doses extras dessa proteína. Uma dieta caprichada em alimentos que estimulam o organismo a produzir colágeno é suficiente.

Agora, se você vive estressada, fuma, abusa do sol e dos doces, ele começa a falhar mais cedo. Resultado: “A elasticidade da pele fica comprometida, surgindo flacidez e até estrias”, diz a dermatologista Carmem Durazzo, da Clínica Cliniderm, em São Paulo. E, sozinha, a dieta pode não dar conta. A suplementação pode ser indicada antes dos 30 anos para auxiliar na perda de peso, pois ameniza e adia a fome.

E mais: Colágeno: por que o suplemento é bom para a saúde e ajuda no esporte

“Diluído na água ou no suco, o colágeno em pó preenche o estômago rapidamente e faz com que o processo de esvaziamento aconteça mais devagar, prolongando a sensação de saciedade”, explica a nutricionista Sheila Mustafá, da Clínica Sheila Mustafá Nutrição e Estética, em São Paulo. Com isso, você consome menos calorias e emagrece e, ainda, diminui o risco de ficar flácida.

“O colágeno ajuda a manter a pele hidratada, melhorando a qualidade das fibras de sustentação”, complementa Sheila. Se você tiver oportunidade, consulte um profissional que possa prescrever o suplemento de acordo com suas necessidades. O resultado, com certeza, vai ser ainda melhor!

Dieta com colágeno
O suplemento não diminui a importância de uma dieta rica em alimentos que estimulam a produção de colágeno no organismo. Essa lista inclui carne magra, frango, peixe e ovo (especialmente a clara). Invista também em legumes, verduras, frutas e castanhas. “Eles têm os nutrientes (vitaminas A, C e E, selênio e zinco) que garantem a absorção do colágeno”, avisa o nutrólogo Mohamad Barakat, de São Paulo.

Leia também: Fascia bula

E a gelatina de caixinha? A proteína usada na composição não é hidrolisada (ou seja, é difícil de ser absorvida). Mas não deixa de ser uma boa opção de sobremesa leve. Apenas tenha o cuidado de escolher um tipo sem corantes artificiais, pois são substâncias que prejudicam a pele.

Bom para quem malha
Se você malha, tem mais um bom motivo para adotar o suplemento: ele é aliado das articulações. Em 2006, durante o encontro do American College of Sports Medicine, em Indianápolis, nos Estados Unidos, a apresentação de um estudo alemão com 100 atletas, de 15 a 80 anos, mostrou que o consumo de colágeno hidrolisado traz uma melhora importante nas articulações. Após 12 semanas consumindo 10 gramas do suplemento por dia, 79% dos participantes apresentaram maior mobilidade dos joelhos e dos quadris. A maioria relatou menos dor nessas articulações ao realizar exercícios de esforço e ao subir escada. Uma parte dos atletas também teve menos desconforto nos ombros.

Leia também: Skin renov é bom

Diferentes formas do suplemento
Sachê: é a versão mais indicada para diminuir a fome e prolongar a saciedade. O conteúdo de um sachê costuma ter o colágeno hidrolisado na dose diária recomendada – ou seja, de 8 a 10 gramas. Há ainda a opção de você mandar manipular o pó, que pode ser diluído na água, no suco ou no iogurte.

Cápsula: atende a quem não gosta do sabor adocicado do pó. Mas, para atingir a dose diária, você tem de consumir de 10 a 12 cápsulas por dia. E não traz a mesma saciedade da primeira versão.

Água aromatizada: algumas marcas concentram na garrafinha, geralmente entre 300 e 360 mililitros, a dose diária recomendada de 10 gramas de colágeno.

Bala: essa opção costuma oferecer em torno de 1,5 grama de colágeno por unidade. É bem pouco, mas vale para complementar o consumo diário da proteína. A bala também tem a vantagem de estimular a mastigação, além de enganar a vontade de comer um docinho.

Bombom: assim como a bala, tem pouco colágeno. Consuma-o como opção de um docinho que traz um benefício extra.

Granola, barra de cereais & cia.: optar por esses produtos também ajuda a complementar a dose diária de colágeno. Mas cuidado com os produtos carregados de açúcar e corantes – substâncias com fama de prejudicar a qualidade da pele.

Nas prateleiras
1. Gelamin Beauté, Advanced Nutrition


(Divulgação/Divulgação)

Colágeno hidrolisado em pó. O sachê (10 g) oferece 8 g da proteína, além de vitaminas D e E, biotina, cobre, selênio, zinco e manganês. Nos sabores laranja, tangerina e limão. R$ 76,49 na Centauro.

2. Colágeno, Sunnutrition


(Divulgação/Divulgação)

Cápsula com 650 mg de colágeno hidrolisado. O fabricante sugere duas unidades, quatro vezes ao dia. Pote com 120 cápsulas. R$ R$ 38,68 na Onofre.

3. Gelavita, Sanavita


(Divulgação/Divulgação)

Primeira gelatina de colágeno hidrolisado do mercado. Uma colher de sopa (10 g, a porção para o preparo de uma tacinha), contém 4,5 da proteína. Os corantes e aromatizantes são naturais. Nos sabores frutas amarelas e frutas vermelhas. O pote de 200 g rende 20 porções.

Saiba qual é o melhor tratamento para o terçol

O problema é conhecido e existem várias crendices em torno do terçol ou hordeólo, também conhecido como viuvinha ou dordolho. Trata-se de uma inflamação que pode atingir a pálpebra ou o folículo piloso do cílio. A doença não é contagiosa e não oferece riscos a visão.

Segundo o médico oftalmologista Luiz Liarte do Hospital de Olhos de São Paulo, o terçol surge devido a uma inflamação das glândulas que ficam na margem palpebral ou no próprio folículo piloso.

O terçol assemelha-se a uma espinha e, geralmente, drena espontaneamente com compressas mornas. “A compressa ajuda a dilatar as glândulas e a expelir o pus”, completa o oftalmologista Liarte. Ele também recomenda a alternância de compressas mornas e geladas para diminuir o inchaço e a vermelhidão do rosto ou da região do olho atingido.

Quando o terçol não drena dentro de uma ou duas semanas é preciso intervenção cirúrgica. “Nesse caso o terçol endurece e se transforma no que chamamos de calázio. Quando isso ocorre é preciso fazer uma pequena cirurgia para remover o conteúdo”, explica Liarte.

De acordo com o coordenador do curso de especialização em oftalmologia do Instituto CEMA de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, Omar Assae, de São Paulo, um terçol que não é tratado adequadamente pode causar uma celulite, ou seja, em uma infecção no tecido da pálpebra.

Leia também: Terçol prevenção

O médico também destaca que não se deve furar ou espremer o terçol. “Não se deve colocar a mão. O terçol não é uma espinha. Se fizer isso pode gerar uma infecção que precisa ser tratada com antibióticos”, alerta.

Já as conhecidas simpatias para curar “viuvinha”, de certa forma tem fundamento, no caso daquelas que propôem calor local, como a de encostar uma aliança quente no terçol. “O calor local ajuda a eliminar o terçol, mas para isso, recomendamos a compressa”, diz Assae.

Causas
Segundo os médicos o hordéolo, popularmente conhecido como terçol, pode ser causado por excesso de secreção produzida pelas glândulas da pálpebra e por bactérias existentes na pele.

“Ás vezes o terçol tem relação com a blefarite, que aumenta a oleosidade e forma uma espécie de caspa nos cílios. Para prevenir, recomendo a lavagem com xampu Jonhson infantil e água morna”, ensina o oftalmologista Luiz Liarte.

Maquiagem nos olhos, sem a limpeza adequada, também podem ser responsáveis pelo surgimento do terçol.

Tratamento
Os médicos recomendam compressas mornas para drenar o terçol. Segundo o oftalmologista Omar Assae pomadas e colírios também são utilizados.

“Quando há muito inchaço o ideal é procurar um especialista para poder avaliar o quadro”, indica Assae.

Dor articular noturna: causas e remédios

Exercícios de alongamento são uma maneira muito eficaz de reduzir a dor noturna causada pela artrite. Se a dor bater em suas mãos, você pode tricotar para mover seus dedos .

Se você sofre de artrite, certamente passou mais de uma noite em branco sem conseguir adormecer por causa da dor. É um incômodo muito comum e uma das causas da insônia. Mas por que a dor nas articulações noturnas aparece? E acima de tudo, existem maneiras eficazes de combatê-lo ?

Primeiro de tudo, deve ser entendido que geralmente não há solução para a artrite . Como a Arthritis Foundation também diz , existem tratamentos eficazes para aliviar a dor e aumentar a qualidade de vida do paciente , mas infelizmente é uma doença irreversível.

Se você quer acabar com as dores articulares conheça o produto chamado Regenemax.

Para melhorar dia após dia e, acima de tudo, para aliviar a dor nas articulações noturnas, essas dicas serão muito úteis . Tome notas.

Por que a dor nas articulações é mais intensa à noite?

Atividades diárias

Durante o dia você está em movimento, pega objetos diferentes, usa as escadas, move … Tudo isso “aquece” as articulações e, mesmo que você sinta algum aborrecimento e dor, é à noite e quando você para de se mover a dor se torna mais intensa .

Fraqueza adrenal

Talvez você já tenha ouvido falar sobre a fadiga adrenal , também conhecida como fadiga crônica . Tem a ver com as glândulas supra-renais e com uma estimulação do sistema nervoso que causa dor, fadiga, ansiedade, insônia, impaciência …

Esse mal, por sua vez, está ligado ao fato de que, à noite, a dor se intensifica . A artrite é uma  dor crônica que afeta principalmente as mulheres . Aqui estão alguns remédios naturais para aliviá-lo.

Estresse

Se durante o dia você tiver enfrentado situações cheias de pressão, preocupação, ansiedade e estresse que não tenha tratado corretamente, os níveis de cortisol no sangue aumentam .

poder

Como você sabe, existem certos componentes da alimentação diária que podem inflamar o corpo e até mesmo provocar um acúmulo de toxinas no corpo .

Uma das causas da artrite é a infecção causada por certos agentes externos que entram no corpo e que também enfraquecem o sistema imunológico .

Por esse motivo, uma dieta pouco saudável, rica em gorduras ou açúcares processados, só aumentará a inflamação e a dor , especialmente no final do dia.

Vida sedentária e quietude

Quando você passa o dia no sofá ou pensa que você não move a articulação durante todo o dia, é provável que a dor da noite seja insuportável .

Como vem? Quando as articulações estão paradas, elas endurecem e ficam duras. Com um pouco de alongamento pela manhã e à noite, no entanto, você será capaz de reduzir a dor . Vale a pena, acredite!

Conselhos para combater a dor nas articulações noturnas

1. Tome uma dieta mais saudável

Embora a artrite seja causada por vários fatores, uma forma de aumentar a qualidade de vida é melhorando a dieta .

Uma dieta saudável irá melhorar a reconstrução da cartilagem, a nutrição óssea e a prevenção da inflamação .

Remédios simples como beber uma infusão de gengibre todos os dias ou escolher frutas e produtos frescos em vez de refeições prontas, são hábitos básicos para se ter em mente. E eles podem ajudá-lo a aliviar a dor nas articulações noturnas.

Aqui estão os melhores ingredientes :

  • Salmão
  • Truta
  • O abacate.
  • A geleia
  • Sementes de linho.
  • Azeite de oliva.
  • Cenouras
  • Pimentas
  • Tomates
  • As alcachofras.
  • O limão.
  • Toranja
  • O abacaxi.
  • O mamão.
  • Morangos
  • Mirtilos
  • As uvas pretas.
  • Cerveja
  • Ameixas
  • As nozes.
  • Avelãs
  • Amêndoas
  • Chocolate escuro.
  • Gengibre.
  • Cúrcuma.
  • Alho.
  • Brócolis.
  • Couve de Bruxelas.
  • Espinafre.
  • A gema de ovo.
  • Arroz integral
  • Cereais enriquecidos com vitamina D.

10 dicas para evitar as varizes

Certamente não há mulher que não tema o aparecimento delas. Por isso, saber como evitar varizes e o que as causam é muito importante. Além da questão estética, os vasinhos podem causar pressões e dores nas pernas.

A culpa, na maioria dos casos, acaba ficando para a hereditariedade. Esse fator pode sim influenciar, mas existem diversas formas para driblar os problemas dos antepassados e prevenir as varizes. O cirurgião vascular Caio Focássio, da Clínica Vivere, de São Paulo (SP), e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular listou as 10 principais dicas para quem quer manter as pernas longe dos vasinhos.

Leia também: Varicell funciona

Dicas de como evitar varizes:
1. Use salto alto só quando precisar dele

O problema não é o salto, mas sim ficar longos períodos com esse calçado nos pés. Ir e voltar do trabalho com uma sapatilha, por exemplo, e só calçá-lo enquanto trabalha já ajuda na prevenção das varizes.

2. Corra

A atividade física, principalmente a aeróbia (como corrida e caminhada), é extremamente recomendada para manter-se longe das varizes. Isso porque o exercício ajuda na circulação sanguínea.

3. Cuidado com a pílula anticoncepcional

Antes de começar o tratamento é importante a mulher consultar o seu médico. Já que pílulas a base de estrogênio podem contribuir com a distensão venosa e consequentemente aumentar o risco de doenças nesse território como aparecimento de varizes e trombose.

4. Movimente-se ao longo do dia

Ficar na mesma posição durante muito tempo prejudica o retorno venoso nas pernas. A cada uma ou duas horas, levante e ande um pouco, para ajudar o sangue fluir melhor e não ficar “estacionado” nas veias.

5. Deite com as pernas levemente elevadas

Não precisa ser necessariamente todo dia, mas algumas vezes na semana. Isso faz com que melhore o retorno venoso, fazendo com que a circulação da perna seja beneficiada.

6. Evite o excesso de peso

O acúmulo de gordura é um fator de risco para varizes. Manter o peso ideal é essencial – não só para evitar as varizes, mas também para manter a saúde em dia.

7. Não fume

O tabagismo, além de comprometer todo o organismo, aumenta a viscosidade sanguínea que é um dos responsáveis pela trombose venosa e tromboflebites que em futuro próximo podem gerar varizes.

8.Cuidado com os excessos na musculação

Aparentemente em um treino de hipertrofia com excesso de carga pode causar a hipertensão venosa. Por isso, o ideal, para prevenir as varizes, é usar pouca carga com mais repetições.

9. Esforço do apertado pode valer a pena

As meias elásticas ajudam muito no retorno venoso da grande maioria da população que não tem contra-indicação, procure seu médico para lhe prescrever a correta e previna-se das indesejáveis varizes.

13 dicas para ter uma vida saudável sem neuras

Aprenda dicas simples de serem colocadas em prática para cultivar hábitos mais saudáveis e ser mais feliz em sua vida!

A vida cotidiana muitas vezes é brutal e desgastante. Na correria do dia a dia, com tantas obrigações, deixamos o auto-cuidado de lado e com isso também a saúde.

Você pode até ter uma vida regrada, mas quando a rotina pesa provavelmente algumas coisas ficam em segundo plano. Afinal, se você chega tarde em casa, cansada, só quer saber de resolver as pendências essenciais e ir dormir.

No entanto é preciso cuidar de si para ter uma vida saudável, de forma a não prejudicar a sua saúde e sua qualidade de vida e ser uma mulher feliz e poderosa.

Não consegue pensar como fazer tudo isso dar certo? Veja 13 dicas para conciliar a correria e a rotina com uma vida saudável, sem neuras e sem dificuldades!

1. Cuide do seu sono

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

O sono é uma das partes mais importantes da sua vida e merece cuidado! É durante esse período que você recupera as energias perdidas durante o dia, a mente descansa após passar pelos estresses do cotidiano, os músculos se regeneram, há a regulação da temperatura corporal, a memória se consolida, os hormônios são liberados, entre uma série de outras funções vitais importantes para o organismo.

Leia também: 10 hábitos para melhorar sua segunda-feira

A privação do sono pode levar ao aumento do estresse, crises de falta de memória recente, além de aumentar as chances de problemas cardiovasculares, reduzir a concentração, e favorecer, em alguns casos, o surgimento/desenvolvimento de dores no corpo, dor de cabeça, obesidade e envelhecimento precoce.

Recomenda-se que você nunca durma menos do que 5 horas seguidas por noite. A média ideal é 8 horas, mas há quem necessite de mais ou menos tempo. Por isso tente se programar sempre para cumprir o número mínimo de horas por noite.

2. Desligue-se do mundo online

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Você tem a sensação de que é engolida por informações o tempo todo? Anda se sentindo cansada e constantemente ansiosa? Pode ser excesso de tempo online, sabia?!

Todo o tempo que ficamos conectados em redes sociais e aplicativos somos bombardeados de dados: informações de amigos, notícias, discussões, memes, vídeos, fotos e não descansamos a mente como deveríamos.

Quando os dias estão mais parados tendemos a ficarmos ansiosas em busca de notícias novas, não é? Isso é um sinal de que é hora de colocar o pé no freio.

Leia também: Alimentação saudável: hábitos e receitas para uma vida melhor

Tire um tempo, desligue-se do celular e do computador e aproveite para fazer coisas diferentes. Admire um dia ao ar livre, saia para fazer alguma coisa que goste, vá ao cinema, enfim, passe um momento longe de todo esse alvoroço virtual. Você verá como isso fará uma grande diferença na sua rotina!

3. Faça algo que realmente goste

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Qual foi a última vez que você tirou um tempo para fazer algo que realmente goste, sem ser por obrigação? Por exemplo, ler um livro, fotografar, correr, andar de bicicleta, ir à praia, ir ao cinema, ou qualquer outra coisa que você ame fazer.

Se você não faz isso rotineiramente, é melhor se organizar para mudar isso. Nós precisamos fazer coisas que nos tirem do estresse cotidiano. Se isso não acontece, tendemos a acumular esse sentimento, o que gera cortisol, um hormônio que, em excesso, prejudica nosso organismo.

4. Não pule refeições

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Um erro comum de quem está de dieta e também de quem está em rotinas atribuladas é pular refeições. Isso é um erro!

Pular refeições faz com que seu organismo não receba determinados nutrientes no momento que deveria, podendo deixar você fraca, desmotivada e sonolenta.

Leia também: 20 hábitos que você deve eliminar da sua vida antes dos 30

Além disso, se você está fazendo isso com o intuito de perder peso, poderá fazer o efeito contrário. Seu corpo entende que necessita economizar energia pois há escassez de alimentos e é necessário se proteger. Com isso o resultado é o acúmulo de gordura.

Pular refeições a longo prazo também aumenta os riscos de desenvolver diabetes. Ou seja, policie-se para que isso não ocorra!

Caso sua rotina seja atribulada, pode preparar marmitas ou sempre ter um lanchinho consigo para se alimentar nos horários certos.

5. Pratique atividades físicas

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Pode parecer clichê, mas é importantíssimo que você pratique atividades físicas. Elas são essenciais para uma vida saudável.

Se você não é muito fã, é possível conseguir bons resultados com 30 minutos diários de caminhada. Algo bem simples, não é mesmo?

Leia também: 10 atitudes simples para te ajudar a superar a insegurança

Atividades físicas ajudam no controle do peso, previnem doenças cardiovasculares, diminuem os índices de colesterol ruim e triglicerídeos e aumentam o colesterol bom, diminuem as chances de se desenvolver diabetes, fortalecem os músculos, reduzem os impactos e riscos da osteoporose, ajudam a diminuir as chances de se desenvolver depressão, devido a liberação dos hormônios endorfina e serotonina, entre vários outros benefícios.

E antes de qualquer atividade física, procure um médico para saber se você possui alguma restrição, ok?

6. Não fique bitolada com a dieta

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Muitas mulheres surtam com a necessidade de fazer dieta para chegar no que consideram o corpo ideal para elas. O problema é que isso leva a duas coisas: a estresse e ansiedade desnecessários e a impossibilidade de seguir com a dieta, pois é uma imposição muito forte e a tendência é que as famosas “escapadinhas” ocorram com frequência.

O foco deve ser sempre manter uma alimentação saudável, diminuindo a quantidade de alimentos que possam fazer mal a sua saúde. Cardápios excessivamente restritivos tendem a deixá-la mal-humorada, infeliz e te impedem de chegar a seu objetivo. E já é comprovado que o excesso de restrição não faz com que você emagreça mais do que em uma reeducação alimentar equilibrada.

7. Consuma mais alimentos naturais

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Alimentos industrializados tendem a ter um maior quantidade de conservantes e aditivos químicos. A longo prazo prejudicam o organismo e tendem a causar problemas graves, incluindo o desenvolvimento de tumores.

Leia também: pele

Os alimentos naturais, principalmente orgânicos, são uma melhor opção para você que quer levar uma vida mais saudável. Eles são ricos em nutrientes essenciais, são saborosos e ajudarão você a manter a reeducação alimentar.

8. Mantenha o foco

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Quais são os seus objetivos de vida? O que você deseja para sua vida? Fazer um curso novo? Subir de posição na carreira? Conquistar um emprego novo? Começar uma nova atividade física? Escrever um livro e plantar uma árvore?

É importante até para a sua saúde que você mantenha o foco em busca de realizar esses objetivos. Isso porque, quanto mais você se desvia deles, mais tende a se entristecer e, consequentemente, abre brecha para o despertar de problemas piores posteriormente.

Por isso, busque sempre saídas e caminhos para realizar seus sonhos. Até porque, quando você conquistar um deles, se sentirá mais feliz e isso ajudará nos cuidados com a sua saúde.

9. Esteja mais com seus amigos

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Seus amigos são aqueles companheiros incríveis que estão do seu lado sempre que precisa? Então que tal passar mais tempo com eles?

Esses momentos de descontração com boas companhias são essenciais para que você desligue do estresse cotidiano, relaxe e aproveite. Isso também te ajuda a estar em contato com histórias diferentes e descobrir coisas novas.

Por isso, marque mais coisas com eles: encontros em casa, almoços, jantares, festas e viagens. Você verá como isso irá te ajudar a se sentir mais feliz!

10. Viaje mais

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Viajar é uma delícia e esse hábito pode ajudar bastante para uma vida mais saudável!

Além de te ajudar a relaxar e se distrair, faz bem para seu cérebro conhecer novos lugares. Isso porque são novos aprendizados: novos caminhos, novos roteiros turísticos, novos detalhes. Isso ajuda a estimulá-lo!

Também estimula a memória, principalmente quando você, ao chegar, conta as histórias que viveu para os amigos e familiares. Além disso, pesquisas indicam que quem viaja regularmente tende a ser mais criativo e mais feliz.

11. Vá ao médico regularmente

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Alguns médicos e profissionais da saúde devem ser visitados regularmente para realização de exames periódicos e prevenção de doenças. Entre os principais deles estão:

Ginecologista;
Oftalmologista;
Cardiologista;
Otorrinolaringologista;
Dentista.
As consultas com esses profissionais devem ser regulares para exames de rotina (em média uma vez por ano). Fazendo isso, caso seja encontrado algo, será em seu estágio inicial e será possível tratar da melhor forma possível, sem complicações.

12. Beba água

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

Essa é uma das recomendações mais importantes para se manter uma vida saudável e evitar complicações: beba água.

Seu organismo precisa estar devidamente hidratado para realizar suas atividades normalmente. Caso contrário, muitas de suas funções ficam comprometidas e você sentirá os efeitos, tais como sonolência, letargia, fraqueza, entre outros.

Além disso, pode ajudar no desencadeamento de problemas renais e infecções urinárias. O ideal é que você beba pelo menos dois litros de água por dia para se manter saudável.

13. Seja feliz consigo mesma

GIF: REPRODUÇÃO / GIPHY

A autoestima faz parte da vida saudável sim! Uma mulher segura de si tende a ser mais feliz, mais animada e ter menos problemas com estresse.

É preciso que você olhe no espelho e se reconheça como uma pessoa poderosa, incrível, linda, cheia de si. Esse processo nem sempre é fácil, mas você precisa trabalhá-lo com o tempo. Mude o visual, mude o estilo das roupas, faça coisas que te façam sentir-se mais segura e incrível!

Então, o que acharam dessas dicas? Que tal colocar já em prática e compartilhar com as amigas para que elas também saibam como seguir um estilo de vida mais saudável?

Jejum Intermitente

Muito se ouve falar atualmente sobre o termo Jejum Intermitente. Agora você vai saber tudo sobre ele, o queridinho das famosas (a dieta da Deborah Secco), vai saber como funciona o jejum intermitente, que promete emagrecer de forma rápida e segura, apenas regulando o horário e a quantidade das refeições. Será que o jejum intermitente emagrece realmente?

O que é Jejum Intermitente?
No mundo fitness, nas revistas sobre saúde e beleza, nos sites de dietas, em todos os cantos pode-se observar o aparecimento dessa nova “técnica” de emagrecimento. Jejum Intermitente, nada mais é que: comer quando se está com fome.

Leia também: Jejum Intermitente

Todos sabem como é a rotina de alguém que quer seguir uma dieta saudável, balanceada e trabalha, por exemplo. É aquela dor de cabeça, na noite anterior prepara-se marmitinhas para o dia todo. Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, café da tarde, jantar, ceia, e olhe lá se não tiver mais alguma refeição. O Jejum Intermitente promete mudar esse problema, pois consiste em fazer refeições mais balanceadas, menos vezes por dia.
Para aderir ao JI, você deve antes adequar a sua dieta. E a dieta ideal para isso deve ter como base verduras, legumes, carnes e ovos. Para melhores resultados, é interessante diminuir muito a quantidade de carboidratos, e se preciso, aumentar a quantidade de gorduras boas.
Como a Alimentação Paleo já diz: não tenha medo das gorduras naturais. Mas isso não significa forçar o consumo das mesmas, e sim, utilizar as gorduras dos alimentos sem medo.
Para você entender melhor, quando ingerimos acima de certas quantidades de carboidratos, o organismo aumenta a produção de insulina, o que reduz a taxa de glicose no sangue. Quando isso ocorre, logo vem a fome outra vez. Você nunca percebeu, que após comer uma pratada de macarrão, ou um pão com alguma coisa, logo a fome apareceu novamente?
Leia também: Kifina reclame aqui
Para você entender melhor, quando ingerimos acima de certas quantidades de carboidratos, o organismo aumenta a produção de insulina, o que reduz a taxa de glicose no sangue. Quando isso ocorre, logo vem a fome outra vez. Você nunca percebeu, que após comer uma pratada de macarrão, ou um pão com alguma coisa, logo a fome apareceu novamente?

Experimente, por um dia, trocar refeições normais (arroz, macarrão, pães) por refeições sem carboidratos (alguns legumes, verduras, carne, frango, ovo). Você vai perceber que esse tipo de alimentação sustenta muito mais, além de ser muito mais saudável.

Dieta do Jejum Intermitente
Para seguir esta dieta é bem fácil (teoricamente). Você precisa adaptar o seu corpo a ingerir menos carboidratos, portanto, antes de começar o jejum, resolva esse quesito na sua alimentação diária. Quando você fizer isso, perceberá que a fome vai diminuir, junto com ela, a necessidade de 6, 7 ou 8 refeições diárias.
O segundo passo é esquecer açúcar, acostume-se ao cafézinho, chá, sucos, e outras bebidas sem ele. De preferência puros. Por mais que pareça impossível e desumano tomar um café sem açúcar, é uma questão totalmente de costume. Na pior das hipóteses, utilize algumas gotas de adoçante.
Depois do corpo acostumar a ficar sem glicose, proveniente da alimentação, à disposição (produto da quebra dos carboidratos no organismo), os baixos níveis de insulina irão fazer com que a vontade de comer fique cada vez mais reduzida. Agora é a hora de iniciar o jejum com tranquilidade, pois seu corpo já está se utilizando da quebra de gordura de reserva para gerar energia.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Como fazer Jejum Intermitente Passo a Passo

O método mais comum, é fazer Jejum diariamente, por 16 horas, ficando as outras 8 horas livres para alimentação. Uma ideia seria almoçar e jantar dentro dessas 8 horas, e o restante do tempo jejuar.

Eu, pessoalmente, creio que com o tempo não há a menor necessidade de criar um mecanismo para que você cumpra a dieta. Coma quando tiver fome dentro dessas 8 horas, quando o organismo se acostumar, ficará em piloto automático e você nem vai se lembrar que está jejuando.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Os métodos de Jejum intermitente mais conhecidos são:

Jejum de 16 horas
Como foi dito, é o mais comum, consiste em comer em uma janela de 8 horas por dia, e não comer nas outras 16 horas. Para facilitar, vou dar um exemplo:
Se você dorme das 23h as 7h, já são 8 horas de jejum. Basta adicionar 4 horas antes de dormir e 4 horas depois de acordar em jejum. Ou seja, acordar as 7h, almoçar depois das 11h e jantar antes das 19h;
Jejum de 24 horas
Consiste em fazer 24 horas de jejum, duas vezes na semana. Exemplo: Se você jantar hoje as 20h, fique até amanhã as 20h sem comer nada. Repita outra vez na semana;
Jejum de 36 horas
Este tipo de jejum, não é recomendado para qualquer um. Todos devem ser acompanhados por um profissional, mas esse mais ainda. Em alguns casos, as pessoas necessitam usufruir melhor e por mais tempo do JI, portanto é aqui que o Jejum de 36 horas se encaixa;
Dieta 5:2
Consiste em comer 2 dias na semana, apenas 500-600 calorias por dia. Nos outros dias a alimentação é normal (saudável e bem estruturada);
Dieta do Guerreiro
Esta dieta consiste em comer durante o dia apenas vegetais (em alguns casos adiciona-se fruta) e durante a noite fazer uma refeição normal. Nessa dieta, a alimentação provem de “comida de verdade” (assim como a paleolítica), onde tudo que se come deve ser natural, o mínimo industrializado possível.

Jejum intermitente emagrece?

Como você pode ver, existem inúmeras maneiras de fazer JI, além do que, esses citados são apenas os mais conhecidos. Pode ser que um profissional te oriente a fazer de outra forma , já que essas questões variam de pessoa para pessoa.

O jejum intermitente, assim como qualquer mudança brusca na alimentação, necessita do acompanhamento de um profissional.

E eu gostaria de lembrar que para perder peso, você só precisa de uma coisa: ingerir menos calorias do que gasta. Isso é difícil mensurar, pois, para viver, para andar, para correr, para dormir, para tudo, nós gastamos calorias. Inclusive, hoje em dia as dietas atuais nem contam mais calorias. O que eu quero dizer é que não adianta fazer horas e mais horas, ou mesmo dias de jejum intermitente, e comer o que quiser, demasiadamente e sem qualidade nas janelas. Coma corretamente assim como em qualquer outra dieta.

Jejum intermitente e hipertrofia
A principio, nos primeiros dias de jejum, não é recomendado treinar depois de muito tempo sem comer, sob o risco de sentir náuseas, fortes dores de cabeça e tontura. Após esse período de adaptação, muitos praticantes já relataram total tranquilidade para fazer o treino, dentro da janela ou não. Pode ser que seja questão de costume, pode ser que algumas pessoas não se adaptem. Alguns médicos, nutricionistas e educadores físicos tem defendido e estudado os treinos durante jejum. De qualquer forma, para nós, “meros mortais”, que treinamos apenas em busca de um corpo bacana, definição leve e saúde, e não profissionalmente, o ideal é tentar treinar sempre durante as janelas de alimentação. Vamos falar mais sobre isso logo a seguir.

Quais são os benefícios do JI?
O Jejum intermitente tem incontáveis benefícios, listados abaixo, estão alguns deles:

reduz a depressão;
aumenta a concentração;
diminui a ansiedade;
acelera o metabolismo;
ajuda a regular a pressão;
auxilia no emagrecimento
propicia uma melhora hormonal;
facilita o preparo da comida;
para quem trabalha, são menos potinhos na mochila;
menos fome, mais saciedade;
aumenta os níveis de hormônio do crescimento;
melhora a reparação celular;
reduz a resistência a insulina;
reduz inflamações;
previne certos tipos de câncer;
reduz o colesterol ruim;
pode prevenir o Mal de Alzheimer;

Leia também: protocolo Jejum Intermitente

Quais são as contra indicações do JI?

Antes de mais nada, as mulheres devem ter mais cautela ao fazer o Jejum. Alguns estudos mostraram que algumas mulheres podem piorar o nível de glicose fazendo JI. Por isso é importante o acompanhamento profissional, e o principal, o teste. Se não estiver servindo para você, não faça. Simples assim.
Crianças, adolescentes, mulheres grávidas, diabéticos e idosos não devem fazer jejum intermitente em hipótese alguma.

Qualquer dúvida consulte um especialista.

Saiba antes de fazer o Jejum Intermitente:

Água e outros líquidos – O que pode beber no jejum: são liberados água, café sem açucar, chá sem açucar, e somente em casos extremos de fome ou fraqueza, suco de fruta puro.

Ou seja, para tirar uma das grandes dúvidas que o pessoal pergunta: pode tomar e beber água no jejum intermitente sem problema algum!

Suplementação: polivitamínicos, creatinas, minerais, aminoácidos como BCAA’s, podem ser consumidos durante o Jejum intermitente. Não é apropriado tomar whey, albumina, e outros suplementos calóricos, pois assim você estará saindo do jejum.

Massa Muscular: algumas pessoas pensam que fazendo JI, perderão massa muscular. Assim como na alimentação normal, vai depender da quantidade e qualidade da comida ingerida. Quem treina e busca hipertrofia deve ter em mente que a alimentação durante as janelas devem suprir todas as necessidades para o aumento de massa magra. Se tudo estiver nos conformes, nenhuma grama de massa será perdida, possivelmente ocorrerá um aumento dela.

Café da manhã: quem faz o JI de 16/8 costuma tomar café puro ou com adoçante de manhã para tirar uma possível fome matinal. Caso a fome seja muito grande (não passe fome, em hipótese alguma isso faz bem), coma uma fruta. Nos primeiros dias é comum sentir fome de manhã, principalmente quem ainda não está acostumado com a dieta.

Exercícios e treinos: procure treinar dentro do horário de alimentação, se não for possível e você for obrigado a treinar em jejum, tome BCAA’s no pré treino. Lembre-se de fazer uma refeição caprichada no pós treino, caso busque hipertrofia. Há controvérsias sobre treinos e aeróbicos em jejum, portanto, se sentir qualquer desconforto suspenda a atividade.

Dicas Finais: o Jejum Intermitente, é uma mudança brusca e significativa na sua alimentação. Para evitar possíveis desconfortos, danos a saúde, e outros problemas, tenha em mente que você deve ter uma alimentação saudável. Não adianta fazer JI e quando for comer, se entupir de porcarias.

Para finalizar, veja este vídeo super explicativo de um médico e fisioterapeuta adepto ao jejum intermitente.

Está a procura de Remédio Natural Para Emagrecer?

Encontrar um bom Remédio Natural Para Emagrecer que traga resultado rápido, é uma solução que muitas pessoas estão buscando para superar a dificuldade de emagrecer e conquistar o corpo sonhado.

Leia também: Farinha seca barriga preço

Lucélia encontrou um ótimo Remédio Natural Para Emagrecer.
A nossa amiga Lucélia Amaral de 30 anos procurou e encontrou. Pesquisando na internet sobre produtos para emagrecer, ela encontrou muitas opções que prometiam resultado rápido mas viu muitas reclamações deles, porém um produto especifico chamou sua atenção por ser 100% natural o Slim Power.

Ela comprou o kit com 3 frascos que dura 3 meses, ela conta que já viu resultado logo no primeiro dia, quando foi ao banheiro tinha muita gordura na urina e nas fezes. Segundo ela seu apetite diminui e sua disposição aumentou nos primeiros dias o que motivou ela a voltar pra academia.

A Lucélia já havia tentado de tudo para emagrecer e não conseguia, após usar o produto ela conseguiu perder 19kg em menos de 3 meses, fora o inchaço e retenção de líquidos que ela tinha e sumiram. Segundo ela até sua pele está melhor, ela afirma que falta um pouquinho pra atingir o seu objetivo, mas não tem palavras pra expressar o quanto está feliz! Um detalhe engraçado é que seu marido está morrendo de ciumes dela e até começou a fazer academia também.

Leia também: Phytophen preço

Como Funciona o produto que a Lucélia usou para Emagrecer?
Os tratamentos com remédio natural para emagrecer, aparecem como uma solução saudável e acessível a todos. Recentemente foi lançado no Brasil uma fórmula em potencial, reestruturada para a rotina de milhões de brasileiros que reúne os componentes de alimentos orgânicos.

Leia também: Kifina preço

O Slim Power tem uma poderosa fórmula, com cápsulas feitas de compostos naturais como spirulina, quitosana, agar agar, colágeno e psyllium. Slim Power foi desenvolvido para que a concentração de sua fórmula atue diretamente durante o dia, intensificando a queima de gordura e aumentando a energia.

O produto chega ao Brasil com número expressivo de usuários, quem conheceu e experimentou confirma a quantidade de diferenciais práticos, que vão desde sua fórmula natural até a velocidade de queima de gordura, que chega a ser 50 vezes mais rápida que outros produtos. Quem usou, chegou a perder 5kg em 7 dias e chegando a ser possível perder 14kg em 4 semanas.

A fórmula do Slim Power além de emagrecer de forma rápida, saudável e definitiva ainda contribui para eliminar as toxinas do organismo. Veja abaixo cada benefício do Slim Power:

100% natural (sem efeitos colaterais).
Acelera o metabolismo, aumentando a queima de gorduras.
Remodela a silhueta do corpo.
Obriga seu corpo a usar a própria gordura como fonte de energia.
Reduz barriga combatendo a gordura localizada.
Melhora sua saúde por ser 100% natural.
Regula o intestino.
Reduz a celulite e a flacidez.
Aumenta a saciedade.
Queima de gordura localizada.
Outras Pessoas Comuns que também tiveram resultado com o produto.
Veja abaixo alguns depoimentos reais, de pessoas que assim como a Lucélia encontraram no remédio natural para emagrecer a solução para conseguirem o corpo que desejavam, todas relatam que só conseguiram emagrecer após fazer uso do emagrecedor natural Slim Power;

Para ver mais depoimentos de pessoas que usaram o Slim Power Clique Aqui.

Como a Lucélia e estas pessoas conseguiram comprar o Emagrecedor Natural?
Para comprar o produto elas usaram o site oficial do Slim Power, no site tem todas as informações sobre o produto, na hora de fazer o pedido a pessoa tem 3 opções para escolher: tem os kits com 1 pote, 3 potes e 5 potes. Não é garantido que na hora do pedido tenha as 3 opções devido a grande Procura pelo produto.

Após escolher o kit a pessoa é redirecionada para a plataforma de pagamentos com segurança, chamada “monetizze” onde a pessoa informa os dados do comprador, o endereço para envio do produto e a forma de pagamento escolhida, é possível pagar com cartão de credito ou boleto bancário, no cartão é possível dividir em até 12 vezes e aprova o pedido na hora, já no caso do boleto pode demorar até 3 dias. O prazo de entrega é no máximo de até 12 dias, para acessar o site clique no link abaixo.

Leia também: melhor Remedio caseiro para emagrecer

Clique aqui para acessar o site oficial do Slim Power: www.slimpower.com.br

Será que é arriscado comprar este produto pela internet?
O risco na compra do produto é zero, porque além da garantia do consumidor garantida pela Lei nº 8.078/90, o produto ainda oferece uma garantia de 30 dias. Pela lei do consumidor, todo mundo tem direito de receber o reembolso por uma compra feita na internet em até 7 dias, mas o Slim Power tem uma Garantia pelo fabricante de 30 dias, se o cliente não ter resultado ou não gostar do produto pode pedir o dinheiro de volta que recebe tudo na mesma hora.

Você pode verificar sobre a Garantia de 30 dias, no site oficial do produto: www.slimpower.com.br

Depoimento de quem usou o Emagrecedor Natural Slim Power

“Descobri o SLIM POWER em um anúncio, resolvi apostar e isso fez toda diferença! Ganhei ânimo para fazer exercícios, minha compulsão por comer diminuiu e em 3 meses eu perdi 14kg. Sou outra pessoa e tenho outra vida, estou muito feliz com meu corpo!* (Beatriz Silva)

Se você se interessou e quer saber mais sobre o Slim Power acesse o site oficial do produto: Clicando aqui www.slimpower.com.br

E aí gostou do nosso artigo? este é sem dúvida um assunto muito comentado em redes sócias como facebook e outros. Deixe seu comentário dando sua opinião aqui embaixo.

Confira 9 benefícios de praticar CrossFit

CrossFit é uma modalidade de treino que mistura ginástica olímpica, atletismo, disciplina militar e outras, e tem conquistado espaço e alunos nas academias no Brasil.

Leia também: Phytophen é bom

O treino de alta intensidade trabalha a resistência muscular, flexibilidade e coordenação motora, promovendo resultados rápidos. Além disso, promove um alto gasto calórico.

“O CrossFit melhora o condicionamento físico, aumenta a capacidade de trabalho, ajuda a prevenir doenças coronarianas e aumenta a funcionalidade diária”, explica Caio Maia, personal trainer e Head Coach da academia Vittoria CrossFit. Os exercícios melhoram o condicionamento físico, aumentam a força e ajudam a reduzir o percentual de gordura.

+ CROSSFIT:
Maria Pinna aposta no CrossFit para secar o corpo
Benefícios do CrossFit
Natália Graciano aposta no CrossFit para manter as curvas
Músicas para ouvir na aula de CrossFit
Treino de Josie Pessôa para manter o corpo esbelto
“Não podemos comparar o CrossFit com a musculação. São modalidades totalmente diferentes. Na musculação, a periodização do treino e o objetivo é individual. Já no CrossFit, como a maioria dos treinos são coletivos, cabe ao profissional avaliar a necessidade do aluno naquele momento, tanto na carga quanto na execução dos exercícios, podendo ou não adaptar o exercício de acordo com suas limitações. Além disso, o CrossFit apresenta uma característica de aula mais dinâmica, variada e de intensidades elevadas”, afirma Rafael Tejo, CrossFit Trainer.

Para praticar o CrossFit é recomendado tomar alguns cuidados. Não comece um treino de alta intensidade sem supervisão médica e orientações de um profissional, pois isso pode causar lesões. Além disso, a modalidade não é indicada para todas as pessoas. “Sem os devidos cuidados, pessoas sedentárias e com sobrepeso, correm riscos de sofrerem lesões por conta dos treinos de alta intensidade”, explica Marcello Serrão, ortopedista especializado em medicina desportiva.

Antes de iniciar a modalidade, faça uma consulta com um médico especialista. Além da avaliação física, é preciso fazer um check up completo para evitar o risco de problemas graves de saúde devido à rotina pesada de exercícios. “Os treinos de alta intensidade são recomendados para pessoas que já praticam atividade física e tem condicionamento físico para esse tipo de exercícios. Para pessoas sedentárias ou que estão com sobrepeso, o ideal é começar com atividades de baixo impacto, para ter uma evolução saudável de seu condicionamento”, explica Serrão.

Leia também: qual Exercício para queimar calorias

“O aluno iniciante precisa passar por algumas aulas fundamentais pra depois entrar na aula da turma. É importante lembrar que primeiro trabalhamos a execução correta. Quando o aluno estiver conseguindo manter uma consistência nos exercícios aí sim é aumentada a intensidade (técnica – consistência – intensidade)”, ressalta Maia.

Leia também: Kifina Anvisa

BENEFÍCIOS DO CROSSFIT
– Desenvolver todas as valências físicas de modo amplo e geral;

– Promove aumento de força e resistência musculares, tanto de forma dinâmica, quanto isométrica;

– Melhora do sistema cardiorrespiratório;

– Melhora da coordenação motora;

– Agilidade;

– Equilíbrio e Precisão;

– Aumento do gasto calórico;

– Melhora todas as habilidades de modo conjunto;

– Busca de tornar as pessoas mais saudáveis e “potentes” de forma direta.

Dietas para Emagrecer – Funcionam? Receitas e Guia Completo para Perder Peso com Dietas

Dietas são métodos de regimes alimentares que objetivam a perde de peso rápida ou ganho de massa muscular. Geralmente são aplicadas por pessoas que tem gordura acumulada em regiões específicas do organismo como a abdominal ou que sofrem com sobrepeso e/ou obesidade. Muitas das dietas que recebem popularidade não são saudáveis e prometem mais perdas do que ganhos em benefícios para o organismo.

Para fugir dos perigos que o senso comum pode trazer é preciso pesquisar muito antes de iniciar uma dieta. Acontece que cada pessoa tem uma necessidade energética diferente e especificidades que fazem com que nem sempre uma dieta popular se aplique bem a ela.

A principal consequência das dietas frustradas é o famoso efeito sanfona, que além da sensação emocional de ansiedade, baixa auto-estima e sensação de fracasso vem acompanhada de estrias, celulites, irritação, dores de cabeça e alterações no sistema intestinal.

Como escolher a dieta certa
O primeiro passo antes de iniciar uma dieta é descobrir qual é seu tipo metabólico, assim você pode aplicar a quantidade correta de cada nutriente de acordo com suas necessidades energéticas. Em geral, são três possibilidades: as proteínas, carboidratos e o misto. Se você está procurando uma dieta para emagrecer confira as principais categorias encontradas:

De baixa ingestão de gordura;
Baixa ingestão de carboidrato;
Desintoxicação do organismo;
Baixa ingestão de calorias (Dieta Dukan);
Dieta da proteína.
Dietas desintoxicantes (Detox).
A maioria delas para que funcionem com efetividade precisam se comunicar em algum momento: é preciso ingerir um pouco de gordura e diminuir a quantidade de carboidratos, por exemplo. Por isso que as dietas malucas que prometem emagrecimento rápido e agressivo com rapidez não costumam ter efeitos à longo prazo. Elas funcionam, mas ninguém aguenta deixar de comer carboidrato para o resto da vida – e nem deve.

De acordo com estudos da Fundação Britânica de Nutrição, o segredo para a perda de peso saudável é justamente apostar em uma dieta segura, fazer mudanças a longo prazo e modificar o estilo de vida de maneira que combata atitudes que geram os quilos a mais. Só assim, os resultados poderão ser permanentes.

Uma boa opção para que você possa aprender a ajustar a quantidade de calorias diárias a ser consumida é a dieta dos pontos. Mas para que ela seja efetiva, é necessário que a pessoa se dedique a elaborar pratos com variedade de alimentos e nutrientes e não se prender à refeições pobres, mas que não ultrapassem os limites diários.

A principal recomendação dos especialistas não é restrição de determinados tipos de alimento e nem a prática intensa de exercícios físicos, e sim, a mudança de hábitos: optar por um cardápio equilibrado, rico em nutrientes, baixas calorias, prática de atividade física regular (de preferência de algo que você goste e se identifique). São hábitos para levar para o resto de sua vida.

Outras Dietas que você precisa conhecer:

Dieta Paleo
Dieta da USP
Dieta Sem Glúten
Dieta da Sopa
Dieta para Perder Barriga Rápido
Dieta do Limão
Produtos processados aumentam o número de alérgicos a alimentos
Como você pode ver, muitos argumentos da medicina apostam que a desintoxicação do organismo é saudável não somente por causas de emagrecimento, bem como para saúde em geral. Pesquisas clínicas demonstram que os alimentos industrializados, devido a existência excessiva de farinha branca, açúcar e química tem feito aumentar os números de alérgicos.

A principal alergia desencadeada por conta do consumo equivocado de alimentos não naturais é a celíaca. Nestas, pessoas só podem comer alimentos que não tenham nem resquícios de farinha branca ou grãos proveniente do trigo ou aveia. Caso contrário, podem ter alterações sérias no intestino e até mesmo problemas no funcionamento cerebral – quando a longo prazo.

A doença silenciosa, assim como de qualquer alergia, pode ser diagnosticada com testes caseiros somente por meio do teste. Conhecer a lista de alimentos sem glúten para fazer a substituição tem dado certo em muitas famílias, que se adaptaram com ingredientes mais saudáveis e conservados – como as farinhas, pães e cereais que não foram demasiadamente processados e conservam os nutrientes.

Tipos de Dietas – As 7 principais
Não é preciso estar querendo fazer uma dieta para conhecer ou já ter ouvido falar nos nomes e quais delas funcionam efetivamente.

É preciso ter cuidado na hora de seguir uma dieta encontrada em revistas, que foram indicadas por alguém, vistas na televisão, muitas delas, podem fazer mais mal para o seu organismo do que te ajudar efetivamente no emagrecimento saudável do seu corpo.

Veja algumas dietas que aconselhamos e que se seguidas corretamente, só tendem a te ajudar.

1 – Dieta Dukan
Conhecida também como a dieta francesa, ela faz o maior sucesso no mundo dos famosos, nomes como Kate Middleton, Jennifer Lopez e Penélope Cruz já experimentaram esse famoso meio de emagrecer com saúde.

O médico desenvolvedor de tamanho sucesso foi Pierre Dukan, nutricionista francês que durante 20 anos, realizou estudos para finalmente chegar na forma da Dieta Dukan (mais detalhes no link) que conhecemos hoje.

A Dieta é dividida em 4 fases: fase de ataque, fase cruzeiro, fase de consolidação e a fase de estabilização. As quatro fases, se seguidas corretamente e durante o período de tempo necessário, prometem trazer resultados escandalosos, realizando uma reeducação alimentar em quem realmente se compromete ao ingressar nessa jornada.

A primeira fase é a mais restritiva de todas, nela você realizará apenas a ingestão de alimentos proteicos, cortando totalmente os carboidratos, o que faz com que seu corpo entre em um choque, passando a mensagem de que medidas drásticas estão sendo tomadas. Essa fase dura no máximo uma semana.

Depoimentos comprovam que nessa primeira fase, a perda de peso chega até 10 quilos ou mais, se seguida corretamente.

Na segunda fase, alguns itens são incluídos, como legumes e vegetais, o que é um incentivo para quem ficou uma semana comendo apenas itens proteicos. A perda de peso é mais lenta, porém progressiva: a promessa é de 1 quilo por semana, ou seja, em um mês você terá a perda de pelo menos 4 quilos. Essa fase dura o tempo de uma semana também.

Na terceira fase, conhecida como fase de consolidação, é onde você irá efetivamente começar sua reeducação alimentar. Alguns itens com carboidratos são acrescentados, porém, não devem ser consumidos em exagero, a dieta da proteína, como também é conhecida, é inteira é baseada em controle e equilíbrio entre as porções consumidas. Nessa parte da dieta, para perder 1 quilo, será necessário 10 dias de empenho, ou seja, se ainda faltam 4 quilos para você chegar ao peso desejado, é preciso que permaneça dentro desse regime restritivo por no mínimo, 40 dias.

A última fase da dieta proteica, a fase de estabilização, entende que você já está adaptado ao novo estilo de alimentação, onde a alimentação correta já está inserida na sua rotina diária. A alimentação fica livre nessa fase, acreditando que seus esforços realizados até agora não foram em vão. Ela contém algumas restrições durante a semana e deve ser seguida sempre, pois dessa maneira seu corpo não sofrerá com o efeito sanfona e nem tudo aquilo que foi perdido, irá voltar de um dia para o outro.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, essa dieta não tem tempo limitado, ou seja, ao emagrecer toda a quantidade necessária, você ainda deve permanecer com seus hábitos alimentares para que fique no peso ideal constantemente.

Ela é indicada para pessoas que querem perdem muito peso em um período de tempo mais curto, ela faz com que você entre em uma reeducação alimentar sem perceber, fazendo com que a alimentação saudável se torne um hábito na sua vida. Quer saber mais? Veja ao lado todo o tutorial e tudo sobre a Dieta Dukan.

2 – Dieta detox
Uma das dietas mais famosas, principalmente entre as mulheres, a dieta Detox promete que em apenas 20 dias, você pode perder até 9 quilos de uma vez só. Os benefícios não param por aí: além da perda das gordurinhas extras e o fim do excesso de toxinas, você irá recuperar a sua energia e também sentirá o aumento drástico da sua libido.

As principais dietas, atualmente, trabalham com o conceito de desintoxicação. A necessidade de manter o organismo limpo de substâncias indesejáveis é importante não somente a fim de emagrecimento, mas também para prevenir uma série de doenças.

A alimentação contemporânea faz muito uso de conservantes, corantes, acidulantes e outros produtos utilizados para que seja possível manter o alimento válido por mais tempo e possa ser facilmente vendidos nas redes de supermercado – hoje, uma das principais formas que muitas famílias encontraram para se alimentar, devido à praticidade.

A mudança da alimentação em todo o mundo começou principalmente pelo êxodo urbano, quando muitas pessoas deixaram a vida no campo para tentar oportunidades de crescimento e aumento de renda nas cidades. No entanto, no ambiente urbano, torna-se impossível manter plantações familiares e animais para servir de alimento.

Para poder suprir a demanda de alimento da grande maioria da população que se concentrou nas cidades foi preciso adicionar muitos tipos de químicas maléficas para o organismo e algumas que nem se sabe quais os danos que podem causar. É o caso da margarina comprovadamente plástica, os refrigerantes, sorvetes, bolachas e vários outros produtos que compõem a rotina de muitos brasileiros.

Quando essas substâncias se acumulam no organismo geramos várias consequências indesejadas, como por exemplo: o aumento das espinhas, doenças das mais variadas, possibilidade de câncer, inchaço, problemas nos rins e fígado, aumento da acidez do estômago, alterações do sistema intestinal, entre outros riscos que a medicina ainda desconhece.

A Dieta Detox vem com o objetivo de eliminar o acúmulo destas substâncias de nosso organismo por meio da ingestão de bastante água, restrição ou eliminação de produtos processados e industrializados, associação de alimentos diuréticos e antioxidantes. Muitos especialistas defendem a ideia de que “estamos morrendo pela nossa boca”, por isso há necessidade de um Detox permanente.

Alguns modelos de dietas que não levam detox no nome também praticam a mesma teoria da desintoxicação corporal para facilitar o caminho do emagrecimento e regularizar as funções corporais, como bom funcionamento do intestino, circulação do sangue e aumento da disposição para adotar uma vida mais saudável, um exemplo é a dieta líquida para perder peso. Acredita-se que somente eliminando substâncias com alimentos diuréticos, é possível conquistar o emagrecimento.

Muitos movimentos hoje adotaram essa proposta “desintoxicante”, como o Slow Food que propõem a alimentação com qualidade e vagarosa ou variantes do veganismo, que se apropriam dos direitos dos animais para defender uma alimentação com mais qualidade, longe de hormônios, agrotóxicos e outros malefícios que a alimentação “moderna” proporciona.

O problema é que praticar uma dieta desintoxicante não pode ser tão fácil quanto parece. Combinar os alimentos corretos para que não falte nenhum nutriente no organismo ao mesmo tempo que eles tenham a quantidade de calorias necessárias para o emagrecimento e aumento da termogênese corporal não é fácil. Por conta disso, muitos apostam na compra de Plano Detox entre outros cronogramas de dietas previamente elaborados e com certificado de eficácia.

Os alimentos sólidos que são indicados são os da lista a seguir:

Gergelim, preferencialmente do preto;
Farinha de linhaça;
Frutas de todos os tipos;
Leite de Coco;
Arroz integral;
Carne magra com preparo que não contenha óleos ou gorduras;
Azeite de Oliva;
Nozes e Castanhas
Óleo de Coco;
Abacate;
Sardinhas;
Trutas;
Frutas Vermelhas
Verduras Verdes;
Além dessa dieta auxiliar na sua perda de peso, ela também ajuda na circulação sanguínea do seu corpo, aliados ao exercício físico.

Aqui estão alguns exemplos de sucos detox que podem ser feitos durante a fase de ação da dieta:

Água ionizada, limão siciliano, açaí em pó, pimenta caiena, stévia.
Cenoura, maçã, limão, gengibre, beterraba.
Pepino, salsão, espinafre, salsinha, limão siciliano
Pepino, gengibre, menta, maçã.
Água ionizada, framboesa, semente de chia, stévia.
Água ionizada, castanha de caju, extrato de baunilha, canela, stévia.
3 – Dieta dos Pontos
Uma das dietas que é mais feita pelas mulheres, é a dieta dos pontos, onde você escolhe o que for comer, eliminando apenas a gordura trans, e emagrecendo até 4 quilos por mês. A gordura trans fica expressamente proibida por se acumular em lugares específicos como o abdômen e na região dos glúteos. Já falamos aqui sobre como fazer a dieta dos pontos.

Ela se diferencia das outras dietas por te permitir comer de tudo aquilo que você gosta – desde que respeite o limite de pontos diários, podendo comer tudo em versões mais light, como por exemplo: o arroz branco comum pode ser substituído pelo arroz integral.

Você pode consumir até 320 pontos diariamente, sendo que cada ponto é equivalente a 3,6 calorias, ou seja, você pode ingerir até 1200 calorias por dia. É preciso muito controle e organização caso essa seja sua dieta escolhida, pois é preciso marcar corretamente o que foi consumido e ver a quantidade de calorias de cada alimento para não se perder nas contas.

O que é aconselhado é que o total de 50% ou 60% dos pontos sejam usado para o consumo de carboidratos como pães, massas, cereais, frutas, legumes e verduras. Já proteínas conhecidas comumente como carnes, leite, queijo e iogurte, tem a porcentagem de 10% do total, os outros 30% ficam com as gorduras (óleos, grãos, castanhas e manteigas), porém é preciso se lembrar que as gorduras estão inseridas em todas as comidas.

Como já dito, é preciso estar sempre organizado com os pontos consumidos e disponíveis ainda, pois caso você exagere em uma refeição ou em dia, será preciso compensar no outro.

Existem algumas táticas usadas também, como por exemplo:

É preciso descontar o total de 15 pontos para temperos usados na comida.
Caso a comida seja fritura, multiplique os pontos do alimentos por 3, caso seja algo à milanesa ou empanado, multiplique por 4.
O segredo é comer um bom prato de salada antes dos alimentos mais calóricos, dessa maneira seu estômago fica “forrado” e você fica mais saciado com muito menos pontos.
Coma sempre de 3 em 3 horas, dessa maneira você mantém seu organismo sempre ativo, assim como o seu metabolismo acelerado, o que ajuda na perda de peso e dá a impressão de menos fome na próxima refeição.
Mastigue bem durante as refeições.
Procure não tomar ou em poucas doses líquidos na hora da refeição, ele estufa seu estômago.
Uma dica importante é montar o seu cardápio semanalmente, programando assim o que irá comer, sem ultrapassar os limites dos pontos designados.

O segredo dessa dieta é de que você irá gastar mais calorias do que estará ingerindo, o que, consequentemente irá ocasionar na perda de peso, pois você não está ganhando calorias, mas sim, perdendo.

Para saber mais sobre a dieta dos pontos, acesse ao lado a matéria completa sobre essa dieta e obtenha todas as informações necessárias para começar o quanto antes.

4 – Dieta da USP
Uma dieta que foi sucesso nos anos 90 e até hoje serve para a perda de peso instantânea, com o cardápio formado apenas por ovos cozidos, presunto e café. Já falamos aqui sobre os benefícios e malefícios da dieta da USP.

Apesar do seu nome remeter a Universidade de São Paulo, a sua origem é duvidosa pois a própria USP diz não ter nada a ver com o seu desenvolvimento e ainda diz que nenhum de seus especialistas foi responsável.

Essa dieta é seguida durante apenas 15 dias, pois caso contrário, ela podem trazer complicações para o corpo causados pela falta de nutrientes e pelo excesso de café, que afetam diretamente o estômago, podendo ser responsável por uma possível gastrite.

Caso você esteja disposto a perder uma grande quantidade de peso e não se importa com as possibilidades de passar mal ou sentir constantes dores de cabeça, mau hálito, cansaço e fraqueza muscular, essa é a sua dieta.

Vale lembrar que diferentemente das dietas anteriores, essa não preza pela reeducação alimentar, podendo ser bem possível que você volte a engordar tudo ao começar a comer normalmente.

Ela é basicamente composta de café preto apenas com adoçante, ovos cozidos, alface, pepino, salsão, bolachas cream-crackers, carnes magras, salada de frutas, presunto, vagem, torradas, cenoura, queijo minas, iogurte natural, frango grelhado, peixe e tomates, tudo isso em quantidades limitadas e divido em apenas 3 refeições diárias.

Essa dieta tem tanta eficiência assim, por ser drástica e por reduzir o consumo de alimentos, calorias e energia ao máximo, ou seja, você comerá somente o necessário para sustentar seu corpo durante esses 15 dias.

Está expressamente proibido o consumo de bebidas alcoólicas, doces, massas e itens que contenham muita gordura, você irá se alimentar apenas 3 vezes por dia, não respeitando a regra de comer de 3 em 3 horas, porém, os resultados são visíveis e ela realmente funciona.

Ela exige, no mínimo muita força de vontade e controle para emagrecer nesses 15 dias, após a sua conclusão, é preciso ter uma alimentação saudável para reduzir ao máximo o “baque” de voltar a comer normalmente. Muitas pessoas emagreceram com essa dieta e comentam sobre suas experiências na internet e no YouTube.

Caso você queira saber mais sobre a dieta da USP, acesse ao lado todas as instruções necessárias e o cardápio para ser seguido, lembre-se! Ela só pode ser feita durante 15 dias no máximo! Pratique exercícios físicos em conjunto, assim, o resultado será mais rápido e mais eficiente.

5 – Dieta da Sopa
Uma dieta que também não instiga a reeducação alimentar é a dieta da sopa, que promete ser eficiente e promover a perda de um quilo por dia, ou seja, você irá perder até 7 quilos em apenas uma semana. Confira aqui cardápios para dieta da sopa.

Segundo rumores, essa dieta foi desenvolvida especialmente para ser usada no Hospital do Coração, ganhando uma grande aceitação na sociedade por ter efeitos visíveis em muito pouco tempo.

Uma dieta fácil e rápida de ser feita em sua casa, a ideia principal dela é que a pessoa emagreça tomando apenas sopa, por ser um alimento pouco calórico, rico em vitaminas e com os nutrientes necessários para sustentar o corpo, dando saciedade e não sendo algo que vá te fazer passar mal depois de um tempo.

Para realizar a dieta da sopa, basta substituir as refeições diárias por uma porção de sopa, sendo que o café da manhã pode ser feito de maneira normal. Ela é considerada uma dieta desintoxicante pois proporciona a adstringência no organismo, eliminando aquelas toxinas que fazem mal para a saúde e estão acumuladas no seu organismo.

Porém, para que ela tenha o efeito que promete, é preciso seguir a risca suas recomendações, ingerindo apenas a sopa e não exagerando nessas porções do alimento. Ela é devidamente famosa na internet e na boca do povo por ter realmente todo esse efeito de funcionalidade para qualquer um que se comprometa a realizá-la.

Na hora de fazer a sopa, é preciso usar os ingredientes corretos, pois caso contrário, você pode ficar na falta de algum nutriente importante e piorando sua situação. Um dos alimentos mais recomendados para ser usado é o repolho, aipo, nabo, salsão, cebolinha, couve, tomates, cebolas, cenouras, pimentões verdes, vagens, abóbora japonesa, berinjela e em algumas vezes, você pode complementar a sopa com arroz integral.

Assim como a dieta anterior, você perderá muito peso, porém é preciso regular a alimentação normal quando chegar ao fim do procedimento, pois caso contrário, você ganhará todo o peso novamente, sofrendo do famoso efeito sanfona que assola muitas pessoas que sofrem com problemas de peso. O efeito sanfona é constituído do processo de perder muito peso e logo após, engordar tudo novamente, não sendo algo contínuo e que acontece logo após dietas muito loucas e que fazem mal para o organismo.

6 – Reeducação Alimentar
Uma palavra tanto quanto usada nessa matéria foi a tal da reeducação alimentar, mas afinal, do que se trata?

A reeducação alimentar é nada mais nada menos do que aprender a comer novamente, de uma maneira saudável, fazendo com que seu organismo fique acostumado em consumir menos gorduras e fique saciado com itens menos calóricos, auxiliando diretamente no emagrecimento saudável do seu corpo, o que evitará o famoso efeito sanfona. Veja aqui como fazer a reeducação alimentar.

O primeiro passo caso você queira começar uma reeducação alimentar é seguir alguns passos básicos que estão listados abaixo.

7 – Jejum intermitente
A prática do jejum intermitente é uma novidade no mundo das dietas, apesar de ser baseada em práticas tão antigas dos primeiros seres humanos.

A prática faz com que seja forçada uma reeducação alimentar e ao invés de restringir alimentos ou impor quantidades calóricas baseia-se em manter o corpo por mais tempo sem se alimentar. Veja aqui como fazer o jejum intermitente.

As causas da gordura abdominal
Quem nunca ajustou a calça para cima da cintura para não ter de se incomodar com as dobras quando se senta? Ou já foi motivo de piada de si mesmo ou dos amigos por conta dos pneuzinhos? A gordura abdominal é de fato muito comum e oferece grandes riscos.

Riscos da gordura abdominal
O excesso de gordura acumulada no abdômen é indício de aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos, a combinação desses fatores trazem com eles riscos de doenças cardíacas. Além disso, ela aumento o nível de ácidos graxos livres do fígado e leva a uma resistência da insulina, podendo causar diabetes.

Entre as principais causas da gordura localizada são o excesso de ingestão de alimentos gordurosos, ausência do consumo de frutas e legumes, sedentarismo (pois os músculos do abdômen ficam enfraquecidos e os órgãos são projetados para frente), cigarro, bebidas alcoólicas (principalmente a cerveja, pois possui muito fermento) e o pão branco em excesso.

A dieta para perder barriga é difícil de ser seguida porque tem restrição de uma série de alimentos, principalmente os com carboidratos e açúcares – que são aqueles com maior potencial de acumulo de gordura. Por isso, recomenda-se que a perda das famosas pochetes estejam inclusas em um programa de emagrecimento geral – o qual vai despertar a pessoa para um novo estilo de vida.

Praticar exercícios satisfatórios como zumba, dança, corrida e outros que estejam de acordo com o gosto são essenciais para criar uma rotina mais saudável e a perda de gordura abdominal mais simples. Aposte nos exercícios focais, como as abdominais – elas tem o poder de acelerar o processo.

O que fazer para reduzir a gordura abdominal?
As melhores formas de combater esse problema é associar dietas para perder e secar barriga, fazer exercícios para aumentar a massa muscular e acelerar a queima de gordura. Assim como todos os outros tipos de regimes alimentares, o processo precisa ser contínuo, eliminando as causas do acúmulo.

Os exercícios para a perda de gordura abdominal são específicos como por exemplos abdominais, musculação, alongamentos e atividades aeróbicas. Outra dica para obter resultados rápidos é a diminuição do sal nas refeições.

O poder dos termogênicos – É verdade que eles emagrecem?
Com a mudança de rotinas e dificuldade das pessoas em frequentar academias ou incluir a prática de atividades físicas nas agendas apertadas, a descoberta dos termogênicos foi mais do que adequada e não é a toa que virou moda. O efeito termogênico vem da termogênese – um processo de aquecimento natural do organismo que faz com que o organismo passe a gastar mais calorias para a realização de atividades vitais como o batimento do coração, respiração e manutenção do corpo.

É o efeito termogênico que justifica porquê pessoas que tem os mesmos hábitos, peso e altura apresentam quantidades de gordura completamente diferente. Os famosos “magros de ruim” tem um metabolismo que funciona naturalmente mais rápido e por isso gasta energia com facilidade somente para se manter vivo. Aqueles mais lentos, acumulam facilmente a gordura que vem dos alimentos como uma reserva de energia que não necessitam. Na prática, as pessoas com metabolismo lento precisariam comer menos, no entanto há outras formas de resolver esse probleminha genético: os termogênicos.

Com o uso dos termogênicos pessoas de metabolismo lento conseguem forjar um metabolismo acelerado e gastam calorias sem precisar se exercitar ou mesmo sair da rotina de sempre. No entanto, aplicar isso no dia a dia tem algumas regras de como funcionam os termogênicos para queima efetiva de gordura acumulada.

Os termogênicos naturais são os não processados como frutas e legumes que desempenham naturalmente essa função, é o caso do gengibre, canela, pimenta, limão, alho, abacaxi e a noz da índia, por exemplo. Todos eles podem ser utilizados no cardápio para auxiliar no emagrecimento, mas há dificuldades de incluí-los de maneira que outros componentes do alimento não interfiram nos resultados.

Para tornar o processo mais fácil a industria do emagrecimento apresenta algumas soluções, como os suplementos de termogênicos processados, como o suplemento Turbo Slim que faz com que você tenha somente o fator termogênico do alimento, sem ingerir calorias.

Como acontece o efeito termogênico
O efeito termogênico é um dos mais conhecidos, ele garante a aceleração do organismo por conta de uma pequena elevação da temperatura corporal. Mas é claro que conseguir isso somente por meio da alimentação se torna um pouco difícil, apesar de algumas comidas que prometem grandes efeitos. Veja aqui os segredos para aprender a emagrecer “termogenicamente”.

Você vai encontrar em suplementos como o Bluecaps (veja aqui avaliação completa) vitaminas e efeito termogênicos além do controle hormonal que você está precisando para se sentir muito mais saudável.

5 mitos sobre dietas
As dietas são indispensáveis para quem quer emagrecer com saúde, mas muitas vezes os motivos para deslizes no meio do caminho somos nós mesmos. O senso comum e a falta de conhecimento sobre o assunto pode gerar atitudes incorretas e só têm a prejudicar a trajetória da busca pelo corpo ideal.

Mas existem alguns mitos que devem ser quebrados para que você possa começar uma dieta que traga resultados positivos para os seus objetivos sem afetar a sua saúde. Conheça 5 desses mitos que separamos abaixo:

1 – Cortar lanches entre as refeições
Algumas dietas propõem que ao longo do dia se corte os “lanchinhos” entre as refeições. No entanto, desde que tenham proporções saudáveis e não sejam exagerados eles são muito bem vindos. O ideal é incluir nessas ocasiões uma fruta, legume, fibra ou iogurte light. Além disso ajuda a controlar a fome, garantindo que não se coma muito nas refeições principais.

2 – Comer à noite engorda
Algumas técnicas como por exemplo o Jejum Intermitente propõem deixar de comer a noite. Não é que a dieta não funcione, ela tem seus benefícios. No entanto, não se deve pensar que comer de noite faz mal, pois também precisamos nos sustentar durante esse momento do dia, mas devemos optar por alimentação com pouca caloria.

Nem todo alimento deve ser ingerido a noite e o motivo é claro; como você está indo dormir não irá gastar aquelas gorduras tão cedo e a probabilidade de que elas acabem acumuladas no seu organismo é grande. Confira aqui algumas dicas do que comer a noite que não irão destruir a sua dieta e ainda vão te ajudar a relaxar e ter uma excelente noite de sono.

3 – Carboidratos são vilões
Recentemente a Dieta Low Carb ficou muito conhecida por tornar o carboidratos em vilões. No entanto, a proposta original da dieta não era essa, a medida que as pessoas passaram a comentá-la alguns interpretaram equivocadamente.

O organismo necessita de carboidratos para obter energia, principalmente para o bom funcionamento do cérebro e dos músculos, restringi-los da alimentação pode trazer sérios riscos a saúde. A dieta Low Carb pode funcionar como uma forma rápida de perda de peso, mas se não for aliada a uma mudança de rotina e que inclua aos poucos novas atitudes alimentares (e também de exercícios) o peso voltará.

4 – Restrição total às gorduras
Muitas pessoas que iniciam um regime alimentar tiram totalmente as gorduras de seus pratos. Não é assim que deve acontecer, os estudos da mesma instituição dizem que o ideal é que tenhamos uma dieta de pelo menos 35% de gordura de preferência animal, pois elas são importantes para dar energia.

O que muda é o tipo de gordura que ingerimos, quanto mais insaturada melhor pois ajuda a reduzir o colesterol, melhora o fluxo de sangue nas veias, previne doenças cardíacas e derrames.

Da mesma forma produtos com baixo teor de gordura como leites não necessariamente são teus amigos, pois geralmente para suprir a falta de “gostinho” que a pouca gordura oferece acrescenta-se altas quantidades de açúcar, sódio (sal), amido e químicas para dar sabor.

5 – Alguns açúcares são melhores que outros
O organismo absorve os açúcares de forma similar, optar por diferentes tipos de açúcar não muda quase em nada a quantidade de calorias ingeridas (entre 48 e 65 kcal).

Quando se opta por açúcares orgânicos, menos refinados ou adoçantes especiais a diferença não está exatamente liberando o consumo desenfreado, e sim, optando por um que é mais saudável, porém, como dito acima, o consumo continua na mesma faixa indicada (entre 48 e 65 kcal).

6 – Garantir com suplementos os nutrientes necessários
Controlar a sua alimentação é algo muito difícil, afinal, sem saber para que serve cada tipo de alimento fica muito mais difícil de conseguir colocar todos os nutrientes necessários no prato, não é mesmo?

Para te ajudar nesta função é sempre bom, quando fizer dietas, incluir suplementos que tenham o potencial de suplementação de vitaminas e sais minerais essenciais. Alguns produtos como é o caso das seguintes receitas do suco detox , conseguem promover o potencial de saciedade, mas se isso não está nos seus planos de emagrecimento é melhor conferir outras técnicas para evitar a sabotagem.

7 – Saiba o que comer para conquistar seu objetivo
A sua alimentação deve estar de acordo com suas necessidades sempre, por conta disso, escolha aquilo que te deixará não somente mais satisfeito e sem as elevações da taxa de ansiedade, bem como esteja de acordo com aquilo que você precisa para o dia a dia. Como exemplo confira aqueles que fazem te ficar mais disposto.

Remédios para emagrecer
Os remédios para emagrecer podem ser um tanto quanto perigosos devido aos efeitos colaterais que desempenham no organismo. O mais conhecido entre todos eles é a Sibutramina e o antidepressivo fluoxetina, mas ambos não tem as funções específicas para emagrecimento e sim somente tem consequências que extrapolam para estes acontecimentos -muitas vezes não garantidos em suas fórmulas oficiais.

Outro muito utilizado é o triptofano, uma substância que age no sistema nervoso central e realiza a digestão das gorduras. Sempre que você conseguir, inclua suplementos confiáveis que lhe garantam estas fontes sem que você precise estar tendo tudo isso numa alimentação. Afinal, algumas dietas podem ser perigosas ao deixar de lado muito das coisas que garantem energia, capacidade de concentração ou força para os músculos. Confira tudo o que não pode faltar:

Vitamina A
Vitamina D
Carboidratos simples
Vitamina E
Vitamina C
Proteínas
Queratina
Selênio
Cálcio
Magnésio
Vitamina B12
Vitamina B6
Ferro
Vita
Quer tentar fazer isso por conta própria? Então veja aqui 13 alimentos que vão te ajudar!

Super alimetnos são reais? Posso confiar?
Muitas pessoas que estão iniciando dietas apostam nos super alimentos que caem na mídia para ajudar em algumas funções essenciais na perda de peso. Alguns deles, de fato, podem beneficiar o seu sistema e acelerar o seu processo de perda de peso. Geralmente os que tem algum grau elevado de acidez, como o gengibre ou o abacaxi, tem efeito termogênico o que acelera o seu metabolismo e faz com que você queime calorias com mais rapidez. O mesmo acontece com a Goji Berry.

Já frutas como a Pitaya, precisam de uma regularidade maior para fazer efeito, mas tem um poder de desintoxicação além do normal. Isso fará com que você elimine aquelas substâncias que ficaram acumuladas por meio dos maus hábitos alimentares e falta de atividades físicas regulares.

Para incluir estes alimentos de forma regular não é tão fácil, afinal, as vezes podem se tornar um tanto quanto enjoativos. A melhor dica que você poderia ter para conseguir consumir dentro da regularidade necessária é utilizando receitas de sopa, sucos ou então por meio dos famosos suplementos emagrecedores.

Se você é uma mulher passando pela menopausa com certeza vai querer escolher as receitas com folha de goiaba, afinal, elas irão além de funcionar para a sua perda de peso aliviar alguns dos sintomas desse período de transição hormonal.

Leia também: Dietas de emergência funcionam

Quais dietas são perigosas
As dietas mirabolantes funcionam sim, mas é verdade quando os profissionais da saúde a criticam dizendo que pode ter uma série de consequências ruins para o corpo. Afinal, restringem a quantidade de alimentos, pode faltar nutrientes, força e por isso podem ser extremamente prejudiciais ao corpo. Entre as mais perigosas estão:

Leia também: Phytophen Anvisa

Dieta da fruta
Dieta Cetogênica
Low Carb
Dieta do ovo
Circuito funcional
Uma das dietas mais seguras para se fazer é a de reeducação alimentar (veja aqui como fazer), isso porque ela mostra o passo a passo de como adequar o seu cardápio para opções mai saudáveis sem restringir quantidade e sim focando na qualidade dos alimentos escolhidos. O problema é que poucas pessoas tem a paciência necessária para esperar os verdadeiros efeitos que ela é capaz de proporcionar.

Leia também: Kifina Anvisa

Como controlar o psicológico durante dietas
Ninguém pode ignorar os efeitos emocionais relacionados às dietas, são estes fatores que acabam nos fazendo dar os escorregões. A mudança de alimentação tem total interferência no humor e é ainda mais difícil de controlar em pessoas ansiosas. Confira aqui dicas para não perder a motivação.

Antes de iniciar uma dieta é importante prepara o psicológico para as mudanças que virão, afinal, a ideia é que elas sejam contínuas. Assim como tudo em nossa vida, o período de adaptação é o mais difícil e quando precisamos de mais força. Confira algumas dicas que podem te ajudar nessa fase:

Se você está ansioso não desconte nas pessoas, na comida e nem no uso de drogas. Atividades físicas e relacionar-se com amigos ou realizar um hobby são a melhor válvula de escape;
Resista as tentações com comidas boas, mas não exagere na quantidade;
Leve marmita para todos os lugares, assim se você sair com seus amigos poderá resistir as tentações mais fácil, pois tem sua opção correta ali com você;
Coloque na sua cabeça que para fazer dieta você não precisa sofrer. Existem muitas receitas gostosas para quem está de dieta. Certamente, você não deixará de sentir prazer ao comer;
O mais importante é manter-se bem com o seu próprio corpo e alimentar a força de vontade todos os dias para conquistar o sonho de fazer as pazes com o espelho e garantir mais saúde: pense em suas metas de vida, sua família, filhos, pois eles são os principais motivadores.
Quando você perceber que está chegando mais próximo dos resultados desejados isso com certeza te dará mais fôlego para permanecer na rotina saudável e gerir a sua vida de maneira que não restrinja curtições, alimentos gostosos e outros, pois você saberá seus limites e continuará priorizando a sua saúde.

A medida que a rotina vai ficando mais clara deve-se adequar a dieta para ganhar massa muscular, assim os efeitos do emagrecimento geralmente caracterizados pela flacidez serão transformados em um corpo definido, bonito e o mais importante: saudável.

Cremes Firmadores

Mesmo pra quem leva uma vida saudável, com direito à dieta balanceada e rotina de exercícios, está sujeito ao fantasma da pele flácida. O que pouca gente sabe é que, com um empurrãozinho da ciência, é possível se beneficiar de ativos que firmam a pele e prometem combater o acúmulo de gordura localizada. Hoje falaremos dos cremes redutores.

Princípios ativos
Para achar o creme firmador perfeito, antes de tudo é preciso ler sua embalagem. Para que o creme faça o efeito desejado, é preciso que ele tenha pelo menos um dos princípios ativos que vamos citar:

Coenzima Q10 – É natural e de química semelhante à da vitamina E produzida pelo corpo. É um poderoso antioxidante e captador de radicais livres, sendo usada no combate a doenças crônicas cardíacas e também nos cremes firmadores.

Leia também: Skin renov reclame aqui

DMAE – Facilmente encontrado em peixes como a sardinha, a anchova e o salmão, é um ingrediente que pode ser manipulado e usado em concentrações de 3 a 10%. Aumenta os níveis de contração muscular e pode ser usado para firmeza da pele, no combate à linhas de expressão e para aumentar os lábios.

Leia também: Creme firmador

Coup D’eclat – É um complexo especial que, com suas proteínas tensoras, promovem um efeito de resgate do aspecto da pele jovem.

Raffermine – Extraído da soja, quando aplicado sobre a pele estimula a organização das fibras de colágeno, melhorando a resistência da pele e tendo efeito firmador.

Liftline – Extraído do trigo, conferem tensão à cútis e a deixam mais firme e macia. Precisa conter concentração entre 3 e 5%.

Tensine – Feito de proteínas purificadas do trigo, forma sobre a pele filmes resistentes responsáveis pelo efeito tensor.

Regiões que sofrem mais
Algumas regiões do corpo ficam mais expostas ao sol, o que acelera o envelhecimento e a ruptura das fibras elásticas que mantém a pele firme, como nos braços e no colo. O rosto também pode ser colocado aqui, mas ele responde melhor à tratamentos de reparação, já que possui maior irrigação sanguínea.

O que prometem os firmadores
A principal proposta dos cremes firmadores é recuperar a sustentação da pele, diminuindo a flacidez. Alguns também prometem reduzir medidas, ajudando no combate à retenção líquida e no acúmulo de gordura.

E cumprem?
Quando possuem algum dos princípios ativos citados acima, há sim melhora na flacidez. Apenas há diferenças quanto a duração do efeito e na capacidade de influenciar o corpo a formar elastina e colágeno, principais responsáveis pela sustentação da pele. Porém, eles dificilmente reduzem medidas, já que com a aplicação tópica, não são capazes de alcançar a hipoderme, que é a camada de gordura.

Algumas dicas para evitar a flacidez
– Use protetor solar todos os dias: o sol é o principal inimigo da pele quando não a proteção.

– Beba muita água: isso evita a retenção de líquido, que é companheira fiel da flacidez.

– Evite o efeito sanfona: além disso provocar estrias, por conta da distensão da pele ao engordar, ajuda provocar a flacidez.

– Mantenha uma rotina de exercícios: isso firma os músculos sob a pele e melhoram o aspecto da pele flácida.

Ereção macia: quais são as causas e soluções?

Uma ereção peniana normal é o resultado de processos complexos que irão interagir com a sua psique, o seu sistema nervoso, as suas hormonas, a sua circulação sanguínea, mas também os músculos do seu pênis. Resultado: o menor defeito de qualquer um desses processos pode causar problemas de ereção. Como uma ereção suave: isso não será forte o suficiente para penetrar seu parceiro. E isso pode fazer você perder a confiança em si mesmo e complicar significativamente sua relação sexual;

Neste artigo, vamos ajudá-lo a encontrar os possíveis fatores que podem explicar por que você tem uma ereção suave. Causas possíveis incluem fatores externos que podem parecer triviais para você. Como beber álcool ou fumar. Mas também os possíveis distúrbios físicos e psíquicos que podem afetar negativamente sua vida sexual.

Apresentaremos também as soluções naturais e medicinais que lhe permitirão encontrar uma ereção vigorosa e duradoura.

O que é uma ereção suave?

Os distúrbios sexuais mais comuns em homens incluem ejaculação precoce e disfunção erétil. O primeiro toque na maioria das vezes homens jovens. Enquanto o último é mais amplamente observado entre os homens de uma certa idade.

No caso de uma ereção suave, você terá sucesso na flexão. Mas ela não será tão forte como de costume . Isso não é impotência masculina, pois você será capaz de sentir prazer. E ainda consegue ejacular. Para falar sobre um distúrbio de ereção, também terá que acontecer regularmente (por pelo menos 3 meses) e para cada um dos seus relatórios. Não entre em pânico se você tiver enfaixado depois de uma noite muito regada. Ou uma longa semana de trabalho.

De acordo com estudos recentes, esta é uma situação bastante comum, mesmo entre os homens com menos de 40 anos de idade. De fato, mais de 25% deles enfrentariam problemas de ereção, sejam eles moderados ou mais graves.

Quais são as possíveis causas?

As causas de uma ereção suave podem ser psicológicas ou físicas. Dependendo da sua idade, a probabilidade tenderá para o primeiro (para o mais novo) ou o segundo (para o mais velho). Aqui estão as principais origens de um distúrbio de ereção.

Um distúrbio cardiovascular

Qualquer condição que afete a rede de seus vasos sanguíneos pode causar disfunção erétil. Por exemplo, a pressão alta e o colesterol alto endurecerão suas artérias, inclusive seu pênis. Problemas cardíacos, sejam congestivos ou de ataque cardíaco, também podem impedir que você tenha uma ereção vigorosa.

Um problema hormonal

Os desequilíbrios endócrinos podem causar uma ereção suave. De fato, a testosterona desempenha um papel importante na sua capacidade de bandagem. E níveis normais fortes são essenciais para o bom funcionamento do seu pênis. Um distúrbio erétil pode ser um sinal de altos níveis de prolactina ou hormônios da tireóide.

Da mesma forma, um nível de hormônio da tireoide muito baixo pode impedir que você faça curativos suficientes. Diabetes também é bem conhecido por causar disfunção erétil. Na verdade, 35 a 50% dos homens com diabetes têm dificuldade em obter uma ereção vigorosa.

Um distúrbio neurológico

Um problema nos seus nervos pode causar ereções suaves. Especialmente se você tiver esclerose múltipla ou acidente vascular cerebral. Se você teve uma operação na próstata ou bexiga, você pode ter danos nos nervos que também podem causar disfunção erétil.

Parkinson e Alzheimer também são dois distúrbios cerebrais que podem causar disfunção erétil. Lesões da medula espinhal ou da pelve também podem danificar os processos fisiológicos essenciais para a função erétil normal.

Conheça o estimulante sexual masculino chamado Tauron.

Um distúrbio neurológico

Um problema nos seus nervos pode causar ereções suaves. Especialmente se você tiver esclerose múltipla ou acidente vascular cerebral. Se você teve uma operação na próstata ou bexiga, você pode ter danos nos nervos que também podem causar disfunção erétil.

Parkinson e Alzheimer também são dois distúrbios cerebrais que podem causar disfunção erétil. Lesões da medula espinhal ou da pelve também podem danificar os processos fisiológicos essenciais para a função erétil normal.

Fumar e uso excessivo de álcool e drogas

Drogas ilícitas, álcool ou medicamentos prescritos também podem explicar por que você tem uma ereção suave. Maconha, álcool e heroína também são causas reconhecidas de disfunção erétil. Muitos medicamentos prescritos também podem estar envolvidos.

Estes incluem aqueles para o tratamento de hipertensão, depressão, ansiedade e úlcera. Esteróides anabolizantes ou anti-histamínicos (que alguns fisiculturistas tomam) podem causar uma ereção suave. Mesmo em um homem jovem e saudável.

.

Fumar e uso excessivo de álcool e drogas

Drogas ilícitas, álcool ou medicamentos prescritos também podem explicar por que você tem uma ereção suave. Maconha, álcool e heroína também são causas reconhecidas de disfunção erétil. Muitos medicamentos prescritos também podem estar envolvidos.

Estes incluem aqueles para o tratamento de hipertensão, depressão, ansiedade e úlcera. Esteróides anabolizantes ou anti-histamínicos (que alguns fisiculturistas tomam) podem causar uma ereção suave. Mesmo em um homem jovem e saudável.